A estação mais quente do ano vai ficar ainda mais atrativa na capital baiana com a programação especial de verão do Pelourinho Dia e Noite.

em 08 de janeiro de 2018

A estação mais quente do ano vai ficar ainda mais atrativa na capital baiana com a programação especial de verão do Pelourinho Dia e Noite.As atividades gratuitas começam nesta terça-feira (9) e reúnem concertos ao ar livre, rodão de samba, Terça da Bênção, Cinema na Praça e até mesmo cortejos com personagens do escritor Jorge Amado. Confira:
 
 Viradão do Samba – Para revitalizar uma das mais significativas ações que já foram promovidas no Pelourinho, o Viradão do Samba traz, na Terça da Benção, os grupos profissionais de samba Jota Zô (Terreiro de Jesus), Catadinho do Samba (Praça da Sé) e Movimento (Largo do Pelourinho), sempre a partir das 19h. Quando a coisa esquenta, os grupos se reúnem no Terreiro de Jesus e terminam a noite tocando juntos num grande “rodão de samba”. Há um revezamento de talentos e mais sambistas baianos podem mostrar que são bambas do samba. As apresentações acontecem nos dias 9, 16, 23 e 30 de janeiro e 6 de fevereiro.
 
República dos Tambores – O República dos Tambores é um circuito itinerante pelas ladeiras do Centro Histórico, do Largo do Pelourinho ao Terreiro de Jesus, com os grupos de percussão que sempre trouxeram tanta vida e arte ao local: Banda Didá, Kizumba, Tambores e Cores, Meninos da Rocinha e o mais novo integrante – Suingue do Pelô. Os shows acontecem de quarta a sábado, a partir das 17h30, e domingos, ao meio-dia. O República dos Tambores, mais do que uma ação cultural, é uma ação que estrutura, organiza e ampara o trabalho realizado por quem durante todos estes anos investiu na educação musical de crianças e jovens do Pelourinho como forma de educar para a vida.
 
Circuito Jorge Amado – Nas sextas-feiras (dias 12, 19 e 26 de janeiro e 2 de fevereiro), pontualmente às 19h, sai do Largo do Pelourinho o cortejo fúnebre mais animado que a cidade da Bahia já viu.  É o Circuito Jorge Amado, que vai subir e descer as ruas do Pelô com apresentação de seis cenas baseadas nas seguintes obras do escritor baiano: “A Morte e a Morte de Quincas Berro D´Água”, “Gabriela Cravo e Canela”, “Dona Flor e seus Dois Maridos”, "Tenda dos Milagres" e “O Compadre de Ogum”.
 
Popelô – O Pólo de Orquestras do Pelô (Popelô) traz novos ensaios e missa orquestrada, além da grande novidade da temporada: os Concertos de Verão ao Ar Livre. A iniciativa acontece aos sábados (dias 13, 20 e 27 de janeiro e 4 de fevereiro), às 17h, no Largo do Cruzeiro de São Francisco. Com palco e plateia de cadeiras montados, no dia 13 o maestro Fred Dantas abre a temporada com a Orquestra São Salvador e recebe Juliana Ribeiro. Já no dia 20, a Orquestra de Câmara de Salvador, sob a regência do maestro Ângelo Rafael, recebe a cantora Manoela Rodrigues.
 
 
Cinema na Praça – Nos dias 18 e 25 de janeiro e 10 de fevereiro, o Largo de Santo Antônio do Carmo recebe o Cinema na Praça, que promove sessões gratuitas de cinema, sempre a partir das 19h. Os filmes escolhidos buscam levar para a população as histórias de nossos mestres populares e a riqueza da nossa cultura. Já foram exibidos os filmes “Batatinha - Poeta do Samba”, de Marcelo Rabelo; “Samba Riachão”, do cineasta baiano Jorge Alfredo; “Cantador de Chula”, dirigido pelo fotógrafo e documentarista Marcelo Rabelo; “Dr. Mestre João Pequeno de Pastinha: a trajetória do negro no Brasil através da Capoeira Angola", do professor Guimes Rodrigues Filho; e o filme infantil “Eu e Meu Guarda-Chuva”, uma das poucas produções brasileiras voltadas ao público infantil, dirigido por Toni Vanzolini.
 
O Pelourinho Dia e Noite teve nova etapa iniciada em outubro de 2017 com um calendário intenso de atividades, que movimentam o Centro Histórico de Salvador de domingo a domingo. São ações calendarizadas que promovem atividades culturais em múltiplas linguagens: música, dança, teatro, gastronomia, artesanato, fotografia, cinema e história da Bahia. A iniciativa integra o megraprograma de desenvolvimento Salvador 360, eixo Centro Histórico. 

Parceiros