Caminho da Fé será um espaço de peregrinação e turismo religioso, envolvendo toda a região da Igreja do Bonfim.

em 09 de janeiro de 2018

Às vésperas da Lavagem do Bonfim, o prefeito ACM Neto lança o edital de licitação para as obras de requalificação do entorno da basílica, tanto do largo em frente quanto na parte inferior, antes da subida da Colina Sagrada. O contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF) é de R$11 milhões, para as obras do Caminho da Fé, um espaço de peregrinação e turismo religioso a ser implantado na Avenida Dendezeiros, entre os santuários de Irmã Dulce e a Basílica do Senhor do Bonfim. 
 
Para potencializar o caráter simbólico da igreja sobre seu entorno, a requalificação da praça irá reforçar o eixo Largo/Catedral. Serão ampliados os limites da Praça do Largo, de maneira que esta seja uma continuidade das escadarias da basílica, criando-se uma continuidade que sugere a importância da edificação sobre as demais e unificando-se o conjunto arquitetônico. Toda a pavimentação da praça será executada em mosaico de pedra portuguesa branca, com grafismos marcados no piso. O sistema viário será redesenhado, suprimindo as vias que passam à frente da entrada da escadaria principal da catedral e a via à frente da Casa dos Romeiros. O novo trajeto impõe aos veículos o retorno pelos fundos da basílica, junto à Casa do Juiz da Devoção na esquina com a ladeira dos Romeiros. Será criado uma edificação, integrada ao conjunto de casas do entorno, denominado o abrigo de velas (velário), eliminando, assim, o risco de incêndio na igreja, e o espaço de distribuição da Água Benta, que tem função de prover aos visitantes o acesso à água santificada.
 
 

Parceiros